Arena GURPS

Fórum sobre GURPS e RPG.
 
InícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Cavete tis quos natura signavit

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4
AutorMensagem
Dann Beta

avatar

Mensagens : 520
Data de inscrição : 10/11/2013
Idade : 32

MensagemAssunto: Cavete tis quos natura signavit   2016-03-24, 07:39

Relembrando a primeira mensagem :

A caminhada até aqui está escassa de respostas, em alguns momentos até de significado.

Apesar de ter desperto sua percepção para os segredos ocultos do mundo sua mente destreinada o guiou até agora a empreitadas que não lograram êxito.

Tudo o que você sabe da Ordem é que nela estão você e o Mestre Obério, sem qualquer nenhuma noção de propósito e causa.

Dias após dias são de trabalho braçal de zelador, pedreiro, eletricista e outros serviços gerais em igrejas distantes umas das outras onde você mantém um voto de silêncio para todos que não seu mestre. Estes dias são seguidos por treinos de luta nos salões paroquiais que vão minando mais e mais sua disposição.

Só que uma constatação começou a preocupá-lo. Não importa que distância você vá um mesmo homem se frequenta todos os templos por onde você passa. Uma presença fugaz, porém não ameaçadora, que usualmente é vista nos cantos de sua visão periférica. Isso fez que dias se transcorressem até você percebesse-o de fato e ainda mais dias para formar uma imagem mental fidedigna para constatar o fato.

Enquanto você pinta a faixada da capela do Hospital Geral de Bonsucesso, as 18h, a pessoa que você sempre avista adentra junto com outros para a oração do terço.

O que você faz? (lembre-se do voto temporário de silêncio)
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Arabedoido77



Mensagens : 814
Data de inscrição : 04/04/2013

MensagemAssunto: Re: Cavete tis quos natura signavit   2016-09-20, 11:08

Respondo para ele:

- em verdade, muito pouco. Só percebia que em todos os lugares que ia para fazer os serviços ele aparecia, era estranho é como se estivesse me seguindo, mas nunca tentou qualquer contato comigo. Parecia até aqueles nigromantes das histórias que perseguiam os cavaleiros e agiam nos bastidores. Até que hoje aconteceu isso com a mulher. Ele estava lá e se misturou com a multidão que foi lá rezar. Devo dizer que ele é conhecedor da liturgia, fez todo o ritualismo que é pedido, diferente da maioria por quem essas coisas passam batido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dann Beta



Mensagens : 520
Data de inscrição : 10/11/2013

MensagemAssunto: Re: Cavete tis quos natura signavit   2016-09-20, 20:07

Eles entreouvem tudo o que você vai dizendo enquanto se ocupam de examinar os escritos. Chegam a rasgar em quadradinhos individuais as palavras e tentam encaixá-las como peças de quebra-cabeças.

Quim sai dali por um instante para buscar algo mais ao fundo daquele salão

Obério escreveu:
Nigromante, hein?!

Você está muito enganado...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Arabedoido77

avatar

Mensagens : 814
Data de inscrição : 04/04/2013

MensagemAssunto: Re: Cavete tis quos natura signavit   2016-09-20, 23:02

Fico um pouco sem graça com o que Obério fala e então digo:

- Em verdade, só fiz a comparação. Como a figura misteriosa que persegue os cavaleiros nas histórias. Geralmente é um nigromante nos livros, mas esse pode ser qualquer coisa. Também me intrigou ver como ele seguia os rituais dentro da igreja. Mas até aí, pode ser algo sincero ou então fingido. Não sei o que pensar até que ele diga para mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dann Beta

avatar

Mensagens : 520
Data de inscrição : 10/11/2013
Idade : 32

MensagemAssunto: Re: Cavete tis quos natura signavit   2017-02-24, 21:13

Obério sai dali enquanto você ainda falava em direção a umas estantes da parede ao fundo, com ares de quem matutava sobre o que fazer em seguida. Algumas das pessoas nas outras mesas acompanham com o olhar seu trajeto. 

Quim escreveu:
Muitas desconfianças... Pouca certeza do que poderia ser. 

Um homem de baixa estatura,  tronco largo, feições enrugadas e uma barba rala porém grande (que alguém mais maldoso poderia comparar a um barril com perninhas e bracinhos) entrega a vocês cones de papel com amendoins quentes e deixa um na mesa para Obério. Pergunta se vão querer algo pra beber. 


Quim não se faz de rogado e já abre seus amendoins coloca um bom punhado na mão e pede uma sangria.


Ao fundo Obério puxa um livro grande ao estilo daqueles de cartório e levanta poeira, algumas pessoas protestam mas ele dá de ombros e o eleva sobre a cabeça pronto para carregá-lo. 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Arabedoido77

avatar

Mensagens : 814
Data de inscrição : 04/04/2013

MensagemAssunto: Re: Cavete tis quos natura signavit   2017-03-04, 22:59

Peço o mesmo que Quim para beber e então, entre um amendoim e outro, pergunto assim meio que casualmente sobre Obério:

- O que ele está fazendo? Perdoe a ignorância do macaco, mas ainda sou novo nestes lugares.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cavete tis quos natura signavit   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cavete tis quos natura signavit
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4
 Tópicos similares
-
» [Feminino] Quarto 2 - Sakura e Lohanne

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Arena GURPS  :: Play By Forum :: Jogos em pausa/Terminados :: Alvorada Voraz :: Jogo-
Ir para: